Autoconhecimento

Talvez um dos pilares mais difíceis para engajar. Seja por medo, ou falta de interesse.

O auto conhecimento leva a gente para lugares que talvez nunca tenha sido visitado por nós.

Quando crianças, temos a total noção do que queremos naquele momento presente, mas parece que quando vamos ficando velhos vamos esquecendo quem de fato somos, o que gostamos, e o que queremos. E as vezes vamos levando a vida, e a vida vai nos levando.

Nesse pilar do auto conhecimento, quero que você veja a vida com o proposito que você veio ao mundo. Todos nós viemos aqui para algum proposito, e através do ciclo de vida saudável vamos dar chance para nos conectar com o nosso eu verdadeiro e puro.

Através da pratica dos pilares o auto conhecimento começa a ganhar mais visão e espaço nas nossas vidas, e por incrível que parece ser, tudo começa fluir no lugar certo e na hora certa.

Umas das lições que me chamou mais atenção do Brendon Burchard.

Foram os 3 tipos de vidas que ele descreve, e desde então estou tentando viver a minha vida intensa!

Uma vida intensa é um tipo de vida muito diferente do que a maioria das pessoas tem. Não porque é inatingível mas porque a maioria das pessoas raramente pensa (ou estrategicamente gerencia) em energia e comprometimento na vida ao longo prazo. A maioria esta apenas tentando reunir energia suficiente para viver seus dias ocupados e exaustivos. Se arrastam de uma semana para outra esperando o fim de semana, para fazer algo que queiram de verdade. A correria da nossa vida tem uma maneira míope do que é real ou possível. Se vc não consegue enxergar além do planejamento de um dia, fica difícil perceber a realidade cumulativa de quem vc se tornou e para onde esta indo.

Tem uma hora que precisamos parar e analisar para ver onde nossa vida esta indo e se é isso que vc realmente quer. Porque pode ser tarde demais se esperar muito para isso acontecer.

Existem 3 vidas:

Vida presa:

Quando vivemos a vida na expectativas dos outros. Nunca se aventuram no desconhecido nem procuram romper as barreiras que elas ou outros estabeleceram. Por terem permitido que terceiros ou o passado ditassem quem elas são, suas identidades que estão presa em uma caixa contida de crenças a respeito do que é possível para elas. Normalmente estão presos a rótulos, expectativas ou ideias injustas. Passa a vida toda em reflexo dos desejos dos outros e nunca seus próprios desejos.

Vida acomodada:

Para muitos essa vida não é tão ruim quanto a vida presa. É aquela vida que dá um certo conforto onde temos carros, casa, bom trabalho, família linda.  Mas será que estamos vivendo no nosso potencial máximo? Será que estamos limitados no nosso próprio sucesso. A pessoa presa se sente limitada por condições externas, a pessoa acomodada se sente limitada pelos próprios sucessos. A pessoa presa sente que não tem poder de expressão e, assim, não usa sua voz; a acomodada tem poder de expressão, já o compartilhou, mas se acomodou.

Vida intensa:

O intenso vê a vida repleta de possibilidades excitantes e ilimitadas de crescimento e progresso.

O intenso vive a vida intensamente e a vida que quer, sem cobiçar e procurar a vida dos outros.

Diferente da acomodação os intensos querem e deseja desafios que aumentam nossas habilidades, não questionamos nossos méritos nem duvidamos de nossas forças, na verdade, nos concentramos na ambição de contribuir para o mundo.

As pessoas com alto nível de energia gostam do caminho em que estão, independentemente dos obstáculos que aparecem, e estão profundamente animados para enfrentar os desafios da vida e criar o próprio destino.

E você, esta disposto a vir comigo e ter uma vida intensa?!

Voltar para a página inicial